O futuro das redes sociais e o marketing de mídia



O FUTURO DAS REDES SOCIAIS E O MARKETING DE MÍDIA

Imagine prever qual o futuro das redes sociais e do marketing de mídia sabendo como as empresas usarão as plataformas sociais e como se comportarão para se conectar com seu público.

As ferramentas de mídias sociais são sistemas projetados para possibilitar a interação social a partir do compartilhamento e da criação colaborativa de informação nos mais diversos formatos.

Eles possibilitaram a publicação de conteúdos por qualquer pessoa, baixando a praticamente zero o custo de produção e distribuição. Antes esta atividade se restringia a grandes grupos econômicos. (Wikipédia).

O FUTURO DAS REDES SOCIAIS

O futuro das redes sociais abrangem diversas atividades que integram tecnologia, interação social e a construção de palavras, fotos, vídeos e áudios.

Esta interação e a maneira na qual a informação é apresentada dependem nas várias perspectivas da pessoa que compartilhou o conteúdo, visto que este é parte de sua história e entendimento de mundo. (Wikipédia)

Para quem trabalha com as ferramentas de mídia social todos os dias, esta informação seria de valor inestimável.

Nesse artigo estou disposto a divulgar os resultados das novas pesquisas sobre o futuro das redes sociais e do marketing de mídia, tais como a forma que os empreendedores estão usando a mídia social, seus anúncios nas redes sociais e quais são seus projetos para 2017.

Para entender melhor  as mudanças do marketing de mídia social, foram coletados informações de mais de 1200 empreendedores para criar um relatório do status da mídia social 2016.

O relatório mostra como as empresas de todos os tamanhos estão trabalhando com o marketing de mídia social.

Confira abaixo o relatório repleto de dados sobre o status da mídia social para ajudar no desenvolvimento dos seus projetos de publicidade para o próximo ano.

E também serve de parâmetro para análise de publicação de anúncios de venda de produtos digitais para afiliados de resultados e empreendedores que querem montar estratégias e obter muitos lucros através das mídias sociais.

COMO OS EMPRESÁRIOS VEEM O FUTURO DAS REDES SOCIAIS E O MARKETING DE MÍDIA

1. Vídeo está prestes ao alcançar o topo! 

resolver-seu-relacionamento-com-o-dinheiroOitenta e três por cento dos empreendedores disseram que gostariam de criar mais conteúdo de vídeo, se não tivessem restrições como tempo e recursos.

Também descobrimos que 30 por cento dos empreendedores estão empenhados em passar mais tempo focado em vídeos do Facebook  em 2017, com 28 por cento, também se empenham para adicionar o YouTube à seus projetos de marketing.

Atualmente, os vídeos estão em aquecimento e estão se destacando no Feed de notícias do Facebook .

Mas isso não será sempre assim.

Como o vídeo sobe em popularidade, mais e mais empresas e indivíduos estão compartilhando-o, portanto será mais difícil de ser notado.

Eventualmente, as empresas poderão ter de pagar para adquirir mais alcance de vídeo, assim como muitos o fazem já por mensagens e anúncios patrocinados.

2. Quase todos as empresas utilizam o Facebook e 91% delas usam o Facebook para anúncios.

A pesquisa descobriu que 93 por cento dos empresários usam o Facebook para o seu negócio e 91 por cento também têm investido em anúncios do Facebook. Apesar da queda no alcance orgânico do Facebook, 72 por cento dos entrevistados disseram que o uso de Facebook tem permanecido o mesmo ou aumentado pouco ao longo dos últimos 12 meses.

São mais de 53 milhões de usuários do Facebook só no Brasil, com esse enorme público potencial, os empreendedores estão dispostos a aplicar dinheiro em publicidade do Facebook. E se você estiver seguindo esse caminho, tem que esforçar para se destacar devido a enorme concorrência e tentar o seu melhor para seguir as pessoas que estão fazendo coisas incríveis e  incomuns nas redes sociais, esperando que alguma de suas ideias saiam do anonimato.

3. Apenas 1 em cada 5 pesquisados usam as mídias sociais para dar suporte ao cliente.

Uma das coisas mais surpreendentes de informação que encontramos a partir da pesquisa é que apenas 21 por cento das empresas entrevistadas usam a mídia social com a intenção de dar suporte ao cliente.

Com mais e mais clientes procurando canais de mídia social para resolver problemas de suporte, parece que ainda há grande oportunidade para as empresas e empreendedores  para se destacar e construir uma boa audiência, fornecendo apoio  social. Acreditamos no poder do  relacionamento ao cliente, não importa de onde o cliente é.

OUTROS ASPECTOS INTERESSANTES

Algumas ferramentas estão disponíveis para facilitar o trabalho de publicidade compartilhando automáticamente sites em toda WEB. O AddMeFast é uma plataforma que o ajudará a aumentar a sua presença social. Com ela você pode escolher de quem é que quer gostar, subscrever, seguir, compartilhar, ver e ignorar quem não lhe interessa.

Ao longo da última meia década, marketing de mídia social tornou-se incrivelmente importante para as empresas de todos os tamanhos. Mas por que os profissionais de marketing estão usando a mídia social? Nesta seção da pesquisa, gostaríamos de compartilhar como os empreendedores e microempresários podem responder a essa pergunta.

Mais da metade das empresas estão ansiosos para descobrir como direcionar o tráfego a partir da mídia social.

O futuro das redes sociais e o marketing de mídiaCinquenta e oito por cento dos empreendedores disse que direcionar o tráfego para seu site foi um dos seus principais desafios de mídia social , seguido por gerar leads (49%).

Medição e ROI continua a apresentar problemas para uma grande porcentagem de empresários, também, com 42% dos nossos entrevistados responderam que ainda é um desafio que estamos enfrentando.

Como os comerciantes estão usando plataformas de mídia social

Facebook é a plataforma líder para os empresários com 93% dizendo que sua empresa está usando ativamente. Twitter está logo atrás, com 89% dos entrevistados dizendo que usam a plataforma para seus negócios.

Outros canais entrevistados  incluem : Google+ (42%), Pinterest (35%), vídeo Facebook (29%), Messaging Apps (16%), Snapchat (12%), Medium (10%), Quora (5%), Vimeo (3%).

Os profissionais de marketing começam a abandonar Google+ (27% disseram que vão usar o Google+ menos em 2017)

Os resultados da pesquisa mostram que o Google+ é o canal que a maioria dos empreendedores sentem que vão investir menos tempo ao longo dos próximos 12 meses (27% dos entrevistados). Twitter acompanhados em segundo com 23%.

Outros canais entrevistados disseram que vão afastar-se em 2017 do Instagram (11%), Snapchat (9%), YouTube (9%), Messaging Apps (8%), Vídeo Facebook (6%), Quora (6% ), Médium (6%).

Facebook vídeo é uma prioridade para os comerciantes em 2017 (30% dos comerciantes querem investir mais em Facebook vÍdeo)

O conteúdo multimídia parece ser “top of mind” para muitos empresários como preveem para  2017, muitos profissionais de marketing  acreditam que o vídeo vai ajudá-los a ganhar no futuro.

Facebook vídeo saiu top aqui, com 30% dos entrevistados dizendo que está em seus planos para 2017, seguido de perto pelo YouTube (28%), Instagram (26%), e Snapchat (22%). Todas estas quatro plataformas vão concentrar-se em vídeo e conteúdo visual, o que parece apontar para os profissionais de marketing focada em mais conteúdos multimídia em 2017. A inclusão do YouTube de forma tão proeminente nestes resultados é dizer também que,  não são mencionados em discussão de up-and-coming (embora claramente top-of-mind para um grande número de empresários).

Outros canais entrevistados planejam adicionar à sua estratégia de marketing incluindo Pinterest (15%), LinkedIn (14%), Twitter (13%), Messaging Apps (11%), Médium (11%), Google+ (10%), Quora (6%).

Alcance orgânico do Facebook  não assusta os empresários (72% usam o Facebook a mesma quantidade ou mais que os 12 meses anteriores)

Apesar do alcance orgânico do Facebook  continuar a cair ao longo do ano passado, a maioria das empresas ainda estão usando ativamente a plataforma: 46% dos entrevistados disseram que o uso de Facebook tem permanecido o mesmo, com 26% dizendo que eles agora compartilham mais conteúdo apesar da queda em termos de alcance e 28% afirmaram que agora irão postar menos.

As empresas estão se adaptando ao Facebook como um canal pay-to-play (91% dos comerciantes investem em anúncios no Facebook)

Facebook parece ser o líder quando se trata de gastos com marketing pago. A partir do levantamento, 91% dos entrevistados disseram que investem em anúncios na plataforma,  muito mais que no  Twitter, que terminou em segundo lugar com 34% dos entrevistados dizendo que eles tinham usado os anúncios do Twitter.

Gastos com mídia social é estável (apenas 7% das empresas diminuirá seus orçamentos de marketing de mídia social) 

Marketing de mídia social parece ter se tornado um grampo de orçamentos de marketing na maioria das empresas. Em 2016, 42% dos entrevistados viu um aumento em gastos em comparação com 2015, com apenas 7% das empresas diminuindo seus orçamentos de marketing de mídia social. A maioria dos entrevistados, 51%, viu o seu orçamento ficar o mesmo que o ano anterior.

Se não houvesse obstáculos como tempo, recursos e orçamento, 83% dos empresários gostariam de criar mais conteúdo de vídeo

Estes dados aparece para destacar mais uma vez que os empresários estão representando o aumento da popularidade de conteúdo de vídeo.

Se não houvesse obstáculos (tempo, recursos, orçamento), 83% dos empreendedores disseram que iriam criar mais conteúdo de vídeo. Curiosamente, vídeo ao vivo foi o terceiro com 42% dos empreendedores que escolhem esta opção. Blog posts terminou em segundo lugar (57%).

Restrições de tempo estão segurando os empreendedores para a criação de vídeo (73% dizem que o tempo é a principal razão de não criar mais vídeo)

A partir do levantamento, 73% dos empreendedores e micro empresários atribuem a falta de tempo para ser a razão pela qual eles ainda estão para criar conteúdo de vídeo. O custo percebido de criação de vídeo também foi uma das principais razões por que muitos ainda estão a experimentar, com 41% dos entrevistados dizendo custo foi a razão pela qual eles não criam mais vídeos.

Vídeo ao vivo ainda é adotado em massa (Apenas 26% dos empreendedores criaram conteúdo de vídeo ao vivo)

Apesar do entusiasmo em torno de vídeo ao vivo durante 2016, a maioria dos empreendedores (74%) ainda têm de começar a experimentar conteúdo de vídeo ao vivo.

Para aqueles que criaram vídeo em ao vivo, o Facebook foi a plataforma número um de escolha, à frente do Periscópio e YouTube.

Os empresários ainda estão tentando relacionar-se pelo Snapchat e Instagram (Só 29% dos empreendedores se relacionaram)

Parece que os empreendedores estão animados sobre o potencial do Instagram e Snapchat, com 26% e 22% dos empreendedores dizendo que eles estão estudando a possibilidade de adicionar as plataformas para os seus canais de marketing nos próximos 12 meses. Apesar disso, 71% dos empreendedores estão ainda a criar um canal de relacionamentos em qualquer plataforma.

Sobre esse estudo

Para este relatório, que pesquisou mais de 1.200 profissionais de marketing, microempresários e empreendedores de empresas de todos os tamanhos. A maioria dos entrevistados estão B2B ou B2C profissionais em empresas de pequeno porte, com 55% dos nossos entrevistados trabalhando em empresas com 1 à 10 funcionários. No outro lado da escala, 7% dos entrevistados trabalham em empresas com mais de 200 funcionários.

Vinte e um por cento dos que tomaram o trabalho de levantamento em organizações de marketing, e espaço publicitário. Outras indústrias incluem: Mídia e Publishing (10%);Educação (10%); Non-Profit (8%); IT & Services (7%); Consumer Products (7%); Software (5%); E-commerce (4%); Medical & Healthcare (3%); Viagens e Turismo (3%); Serviços Financeiros (2%); Governo (2%); Law & Serviços Jurídicos (1%); Financeiro (1%); Outros (15%).

Sobre você

Muito obrigado por visitar esse artigo de estudos sobre o status de marketing de mídia e o futuro das redes sociais de 2.016. Desejo que tenha gostado das informações, espero tê-lo ajudado a descobrir alguns tópicos úteis para o seu negócio.

Nós adoraríamos continuar a conversa e ouvir seus pensamentos e opiniões. Sinta-se livre para compartilhar nos comentários ou curtir nossa página do Facebook  “Renda extra online

Esse artigo usou como fonte de informação o Blog Bufferapp de onde os textos foram compilados e adaptados para essa publicação.

vianello

Julio Vianello é empreendedor digital desde 2013. Acredita que o marketing digital é um mercado em expansão e seu objetivo é ajudar as pessoas a ter seu espaço no mundo digital através de um negócio próprio e rentável.

Website: http://www.virtualsucesso.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *